Criando as bases para um
novo ciclo de crescimento
Mensagem do Diretor-presidente

Apesar das
dificuldades,
cumprimos
nossos
compromissos:
a infraestrutura
para os Jogos
Olímpicos do
Rio foi um
exemplo disso

Em mais de sete décadas de atividades, a Organização Odebrecht enfrentou momentos que desafiaram seu crescimento e até mesmo a sua sobrevivência. O ano de 2015, inegavelmente, foi um desses momentos.

No contexto nacional, o Brasil enfrentou uma das mais acentuadas crises políticas de sua história e uma retração econômica sem precedentes, caracterizada pelo aperto monetário, o aumento da inflação e das taxas de juros, a forte apreciação do dólar em relação ao real, o início de uma escalada de desemprego e, principalmente, a redução de créditos. O país perdeu a sua posição de Grau de Investimento, tendo sido fortemente abalada a confiança de investidores nacionais e internacionais.

No plano internacional, nossos Negócios sofreram o impacto da forte retração do setor de petróleo e gás, no qual atuamos e para o qual prestamos serviços – embora amenizado pela valorização de nossas exportações de produtos petroquímicos e agroindustriais e pela conquista de relevantes projetos de Engenharia & Construção na África, na América Latina e nos Estados Unidos.

Tivemos ainda uma crise ética e institucional desencadeada pela investigação do Ministério Público Federal na Petrobras, no âmbito da Operação Lava Jato. A Organização Odebrecht teve sua reputação e imagem afetadas diretamente. E sofreu ainda a ruptura de contratos de prestação de serviços para a estatal.

bandeiras-2

Ações voltadas para ética, integridade e transparência

Os erros cometidos e os aprendizados obtidos nos levaram a desenvolver um conjunto de ações voltadas para a criação das bases de uma nova Organização, com foco na ética, na integridade e na transparência, e para o fortalecimento de nossos compromissos históricos com a sociedade, com nossos Integrantes e suas famílias, e com nossos Clientes, Parceiros e Acionistas.

Nessa direção, nos dedicamos à atualização e ao aperfeiçoamento de políticas internas, em especial as de Governança e Conformidade, que vão orientar as nossas práticas de relacionamento com a esfera pública, de modo a garantir a integridade dos contratos e a transparência em todas as nossas ações.

Criamos um comitê específico para tratar de conformidade e estabelecemos metas para que nossos Negócios se enquadrem como Empresas Pró-Ética no Ministério da Transparência, Fiscalização e Controle (MTFC), o que representa o cumprimento de medidas de prevenção e combate à corrupção e outros tipos de fraudes. Também aderimos ao Pacto Global, da Organização das Nações Unidas, que visa mobilizar a comunidade empresarial internacional para a adoção de valores reconhecidos nas áreas de direitos humanos, relações de trabalho, meio ambiente e combate à corrupção.

Compromisso público de evoluir com o Brasil

A despeito das dificuldades enfrentadas, mantivemos a eficiência na condução de nossos contratos e investimentos: entre outros destaques, garantimos a qualidade dos projetos desenvolvidos para os Jogos Olímpicos de 2016 no Rio de Janeiro; inauguramos o projeto Etileno XXI, de importância estratégica para o México; atingimos recordes de produtividade na área agroindustrial; e ainda logramos conquistas de novos contratos relevantes, como o da reconstrução da cidade de Colón, no Panamá.

Foi assim que, em 2015, a Odebrecht reafirmou sua capacidade de entrega, aumentou sua produtividade e buscou ratificar a confiança de Clientes e investidores. Com equipes integradas e motivadas, qualificação técnica, internacionalização consolidada e atuação robusta em responsabilidade social, trabalhamos para cumprir contratos e preservar mais de 120 mil empregos diretos e outros tantos indiretos.

Buscamos também garantir higidez financeira e planejar o crescimento sustentável dos Negócios nos próximos anos. Para isso, formulamos um programa de reestruturação de nossa dívida, com foco na venda de ativos na ordem de R$ 12 bilhões (parte dela já alcançada) e no estabelecimento de uma relação dívida líquida/Ebitda equilibrada (na casa de 3,0), o que nos dará condições de alavancagem de novos investimentos.

Do ponto de vista social, mantivemos os programas de capacitação profissional e geração de trabalho e renda nas comunidades em que estamos presentes. Na última década, nossas ações voluntárias beneficiaram mais de 6,5 milhões de pessoas, totalizando cerca de R$ 830 milhões. Só em 2015, o investimento próprio voluntário da Organização Odebrecht em programas socioambientais somou mais de R$ 100 milhões, acrescidos de outros R$ 600 milhões realizados por obrigações contratuais.

Os aprendizados obtidos nos anos recentes nos levaram a mudanças comportamentais e ao ajuste de nossa macroestrutura organizacional. Levaram-nos também a assumir um compromisso público de evoluir com o Brasil e com todos os países em que estamos presentes. As transformações em curso nos permitirão manter a solidez da
Odebrecht, construir as bases para um novo ciclo de crescimento e dar sequência ao processo de renovação organizacional, a ser levado adiante pelas novas gerações.

Newton de Souza
Diretor-Presidente da Odebrecht S.A.

As transformações
em curso nos
permitirão manter
a solidez da
Odebrecht e
construir as
bases para um
novo ciclo
de crescimento